Até mais ver: A Arte é um Estouro! Especial de 1 Hora

domingo, março 02, 2008

A Arte é um Estouro! Especial de 1 Hora


Lúcifer: um estudo da luz e das Trevas

Nenhum estudo sobre os nossos companheiros celestiais seria completo sem que fosse abordada a questão dos anjos "decaídos". Embora existam opiniões divergentes quanto ao que aconteceu exatamente no passado que pudesse ter levado os anjos a perder a inocência, é indiscutível a persistência com que esta ideia se apresenta na maioria dos sistemas de crença do planeta. O cristianismo e o judaísmo têm o seu Satanás e o seu Lucífer e dependendo da seita, diversos anjos decaídos. O Islamismo tem seu Eblis ou Shaytan, como algumas vezes é chamado, o qual é equivalente ao Satanás.

Mesmo na nossa época, filmes como The Omen, O Bebê de Rosemary e The 7th Sight provocam horror porque levantam a possibilidade de que possamos ser influenciados, de alguma maneira, pelos mensageiros universais do mal.

Segundo os nossos informantes angelicais, porém, felizmente isso não acontece.

Lúcifer, segundo uma tradição, era um dos sete grandes arcanjos do nosso sistema solar, servindo como guardião do planeta Vênus. Deus procurou entre os principais anjos, voluntários que se dispusessem a ir à Terra para robustecer a resolução espiritual da humanidade, oferecendo-lhes constantemente uma tentação. Lúcifer apresentou-se como voluntário. A despeito de suas boas intenções, ao longo dos séculos , Lúcifer foi sendo lentamente identificado em nossa consciência como um demônio e não como um aspecto de Deus que se dedica ao nosso crescimento, ao nos ajudar a fortalecer os nossos músculos espirituais. - "O diabo me forçou a fazer isto" - é uma tentadora desculpa para quase qualquer coisa, e isso nos induziu a descrever Lúcifer como a causa de tudo o que consideramos "maléfico" no universo.

Uma das tarefas celestiais de Lúcifer, cujo nome significa "provedor de luz", "portador da luz", consiste em ensinar-nos a necessidade do lado escuro da vida. Lúcifer é a sombra que, por contraste, revela a luz. Sob muitos aspectos não podemos enxergar a verdadeira luz sem que tenhamos tido uma primeira experiência com a escuridão. Nós tendemos a não dar valor a s coisas até que as perdemos e depois as reconquistamos com o nosso próprio esforço. A parábola do filho pródigo diz respeito a este aspecto da vida humana.

Essa interdependência entre luz e trevas, entre alegria e tristeza, entre o bem e o mal, e entre todos os opostos no nosso sistema dualista de realidade nos permite compreender que num contexto mais amplo, Cristo e Lúcifer, embora não sejam exatamente complementares, constituem partes de um mesmo todo integral.

Muitos cristãos contemporâneos têm começado a abandonar o conceito de que o diabo realmente existe, reconhecendo uma vez mais que há uma só força onipotente no universo. O "mal", como escreveu o poeta e filósofo William Blake, "é apenas a privação do bem, e quando a alma escapa dessa ilusão do mal, Lúcifer reassume a sua condição original de um dos grandes arcanjos de Deus".

extraído do livro:
"Pergunte ao seu Anjo, original Ask Your Angels -
A Practical Guide to Working with the messengers of Heaven to Empower and Enrich your Life"
de Alma Daniel, Timothy Wyllie & Andrew Ramer - Editora Pensamento 1992

até mais ver
mr.poneis

Ps.: Agora vou fazer uma pausa de um mês no que diz respeito às atividades do blog. Preciso
melhorar a qualidade das minhas postagens... Mas volto ainda hj pra postar postar meu
tema da semana.

Ps2.: Edit [ABR-30-2015]: Finalmente uma revisão de português...

  • Facebook
  • Disqus
  • 5Blogger
comments powered by Disqus

5 Verdades

Virgulino disse... [responder]

Muito bem. Você nos mostrou as respostas dos anjos, como diz o título do livro onde foi extraído o texto. Que tal perguntar ao outro lado?? Aguarde, em breve venho com um post sobre isso.

Até mais ver..

Paraquedas disse... [responder]

AS: Que outro lado....

Realmente interessante, Anjos, demônios e decendentes são sempre curiosos, porém prefiro acreditar no ego que fortalece a alma e nos prepara como um guerreiro para enfrentar qualquer ser que exista ou não, independente de você acreditar.... basta acreditar que pode vencê-los para eliminar as dores e vivenciar a glória pessoal sobre algo que jamais existiu ou existirá.


Visitem Páginas em branco

Assim vivem os herdeiros dos espírito nobres de lutadores e guerreiros mortos por seu próprio medo.

mr.Poneis disse... [responder]

Anti-Scriptum? Omoshiree...

O outro lado que o sr. Virgulino se refere, provavelmente é o fato que eu deveria ter abordado o ponto de vista dos cristãos convictos, satanistas e demais facções, coisa da qual ele mesmo se encarregou.

Seu ponto de vista lembra muito a teoria do "Você é o Deus/rei do seu próprio mundo" e também a do "Você é o seu maior inimigo" ou talvez até mesmo a do "O seu inferno são os outros" ou algo assim.

"Tudo o que os seres humanos podem imaginar, é uma possibilidade na realidade" - Física Willy Karen

Até mais ver
Mr. Poneis

Ps.: Se formos começar a abordar o tema religião aqui no Blog, eu gostaria de ler O Rei, O Sábio, e o Bufão de novo...

Ps².: Bom, teoricamente, eu ainda estou de férias do Blog, logo este comentário não existe.

Virgulino disse... [responder]

Curiosidade: Paraquedas, impressão minha ou seu comentário insinua que você seja ateu(fato esse que desconheço)?

Até mais ver..
PS: Leio, logo existe(o seu comentário, mr.Poneis).

Anônimo disse... [responder]

http://www.site.com - [url=http://www.site.com]site[/url] site
site