Até mais ver: Junho 2011

quinta-feira, junho 30, 2011

Tema semanal (ou seria anual?)

E eis que nesta surpreendentemente quente noite (não que esteja quente demais, apenas não está tão frio quanto previram) consigo sentir-me motivado a escrever no blog! Minha vontade agora era confirmar se este é o meu primeiro post do ano, pois não lembro de ter feito outro, mas aí seria exigir demais da minha disposição.
Pois bem, volto com a tradicional, porém por vezes esquecida seção do Tema Semanal, desta vez com uma canção que tornou-se séria candidata a ingressar a lista da Trilha Sonora da Minha Vida (este é outro post que prometo há meses, mas as razões que fazem eu adiá-lo vão além da pura e simples preguiça). É uma bênção ter um bom "par para dividir" as coisas da vida. Compensa mais do que o sofrimento pelas equações indecifráveis.

Tá Bom - Los Hermanos
Senta aqui que hoje eu quero te falar
Não tem mistério, não
É só teu coração
Que não te deixa amar
Você precisa reagir
Não se entregar assim
Como quem nada quer
Não há mulher, irmão, que goste desta vida
Ela não quer viver as coisas por você
Me diz, cadê você aí?
E aí não há sequer um par pra dividir

Senta aqui, espera que eu não terminei
Onde é que você foi
Que eu não te vejo mais?
Não há ninguém capaz
De ser isso que você quer
Vencer a luta vã
E ser o campeão
Pois se é no "não" que se descobre de verdade
O que te sobra além das coisas casuais
Me diz se assim está em paz?
Achando que sofrer é amar demais












Até mais ver..

PS: mr.Poneis, coloque autoplay na barra lateral, por favor. Tema Semanal sem autoplay não existe, né? Além do mais, se alguém não gostar porque tá acessando do local de serviço, que feche o blog, vá trabalhar e acesse novamente quando não estiver no trabalho!

quarta-feira, junho 29, 2011

Capítulo II - O tigre e o anão

Mulheres guerreiras são raras no reino, agora, mulheres guerreiras que lutam pela justiça em nome da ordem não é todo dia que encontramos, aliás, só existe uma. Skalla Kafka é meio humana, meio tigre, sua função é capturar qualquer um que bagunçar o reino, para isso ela utiliza um chicote como arma, e se ela vai atrás de alguém ela captura! Todos em Armindra temem Skalla e seu tigre-guerreiro que nunca sai do seu lado.

                Skalla – Então são vocês dois que estão causando essa desordem!
                Steve Maxpower – Foi o anão! Ele é impaciente, peço desculpas.

Morran ainda preocupado com o tigre não esboça nenhuma reação.

                Steve Maxpower – Por que tanta gente está aqui vendo esse bobo?

Um bobo da corte não pode sair de seu reino, ele deve entreter a família real até o fim de sua vida, que geralmente não é longa, já que os reis quando se cansam de um bobo nomeiam outro e matam o anterior. Skalla afirmou que esse bobo da corte não era o bobo do reino, uma situação antes nunca vista.
Morran, ainda olhando para o tigre, não pode deixar de ouvir a explicação de Skalla e resolveu novamente se impor.

                Morran – Ei, palhaço! Pare com essas idiotices e diga quem é você.

O bobo da corte nada respondeu e os burburinhos começavam a aumentar; algo que estava irritando o anão. Skalla toma a frente de Morran e pergunta o que ele veio fazer em Armindra. Então, o bobo desce de sua posição, esfrega as mãos para limpá-las, olha diretamente o alto da escadaria em direção ao trio e a multidão, e respira fundo. O silêncio agora toma conta do teatro, todos à espera das palavras do que ali estava.

Bobo da corte – Não sou palhaço! Não me visto como um palhaço; sou um bobo da corte.

Ele sobe as escadarias e para em frente à Skalla, o tigre desconfiado fica em posição de ataque enquanto Skalla mantém-se imóvel, e então o bobo coloca uma de suas mãos no ombro da guerreira olhando dentro de seus olhos e diz apenas “Obrigado”. Após, ele continua a caminhar distanciando-se dos demais, Steve Maxpower e Morran olham-no com caras de desentendidos e Skalla permanece imóvel com o olhar fixo e profundo até seu tigre encostar-se a sua mão.


A humana-tigre, após voltar os pés ao chão, alerta Maxpower e Morran que não façam mais algazarras no reino ou vão descansar na prisão, depois resmunga que precisa ficar de olho no bobo e também se retira.
Steve Maxpower mantém seu olhar em Skalla e diz a Morran que devem tomar cuidado com ela. Os dois dirigem-se a uma taverna a procura de quartos para descansarem, pois todos sabem que as noites em Armindra podem ser nada seguras.

Download Capítulo II

Download dos Capítulos




Até mais ver
Paraquedas

quinta-feira, junho 23, 2011

Capítulo I - Respire!

Governado pelo rei Thorp III, o reino Armindra é um dos maiores reinos da região sul do continente Plates, tavernas para nenhum beberrão botar defeito, ferreiros especializados em diversas artes, pousadas confortáveis e o maior teatro do continente. Armindra possui também a Casa do Tesouro, lugar onde as economias do reino, as recompensas e relíquias conquistadas em nome de Plates ficam guardadas, por esse motivo a cidade está sempre cheia de aventureiros em busca de trabalhos para o rei e de alguns ladrões, infelizmente para eles a Casa do Tesouro é um dos lugares mais resguardados do mundo. O reino possui ao norte um deserto escaldante, a única cor vista nas paisagens do sul é o branco, ele é coberto por gelo e neve, ao leste temos o oceano e ao oeste a floresta de Tentro, por esse motivo, chegar a Armindra já é uma aventura, o único caminho seguro é a noroeste, onde a floresta encontra o deserto formando um jardim estreito, Thorp III vigia esse jardim implacavelmente e apenas pessoas autorizadas podem entrar no reino.
Se visitar algumas tavernas possivelmente encontrará Steve Maxpower, um guerreiro insano da pele escura com cabelos arrepiados e vermelhos, sua fama vem de sempre conquistar seus objetivos, mas raramente de forma convencional e ao gosto de seus clientes. Embora sua aparência já seja marcante ele ainda carrega uma espada mágica, a espada de fogo, dizem por aí que Maxpower não é apenas um caçador de recompensas, mas um ladino do mais alto calibre.
Com sua fama a correr pelas ruas de Armindra o rei Thorp III não demorou em contatá-lo.
Thorp III – Nossa! Deves causar arrepios em seus adversários com essa aparência.
Steve Maxpower – Geralmente em reis desinformados.
Thorp III o olha irritado desejando naquele momento ordenar sua prisão.
Thorp III – Ha! Sua fama procede, vejo que não tens medo de morrer.
Steve Maxpower – E por que teria? Fui chamado a vir aqui.
Thorp III – Deveras...
Steve Maxpower começa a ficar impaciente com a conversa e pensa em abandonar o recinto dando as costas para o rei, mas antes olha a sua volta e percebe que seria arriscado com tantos guardas a acompanhar a conversa, o rei havia reforçado sua proteção somente para esse encontro.
                Thorp III – Tenho um serviço pra você! Estou chamando aqui os melhores aventureiros que existem e seu nome foi citado em uma das reuniões.
                Steve Maxpower – Diga majestade! Eu tenho mais o que fazer.
Thorp III olha desconfiado das intenções de Maxpower, mas prossegue.
                Thorp III – Quero que parta em uma viagem por todo o continente em busca do lendário pergaminho de Briese.
                Steve Maxpower – O que teria de tão importante em um pedaço de papel?
                Thorp III – Irá descobrir quando me entregar. Não o leia!
Steve Maxpower não gostou nada do jeito do rei, mas decide dar por encerrada a conversa, o pergaminho despertou nele um grande interesse.
                Steve Maxpower – Feito!
                Thorp III – Então vá!
Ninguém imagina o que está se passando na cabeça de Maxpower, ele sai do castelo e vai à busca de informações. Ele pergunta em becos, tavernas, pousadas e ferreiros, mas ninguém nunca ouviu falar em tal pergaminho.
Enquanto passava em frente a uma modesta taverna ouve barulhos e gritos, até que um dragun é lançado para fora e cai a seus pés.
Draguns são como os humanos, mas sua aparência é a de um dragão, alguns menos evoluídos, porém mais fortes possuem asas, draguns são guerreiros por natureza e geralmente vivem ao norte do continente.
                Dragun – Esse cara é louco!
O dragun se levanta e corre para longe. Steve entra na taverna e avista o causador de tanta balbúrdia. Surpreso ele pensa em perguntar ao taverneiro o que aquele homem tem de especial, mas antes percebe de que ele carrega um grande martelo, por isso é melhor ter cuidado.
                Steve Maxpower – Psiu! Quem é aquele?
                Taverneiro – O anão?
                Morran – Ei! O que estão falando de mim? Você também quer ser jogado para fora?
Morran é um anão-guerreiro e como tal possui os sentidos mais apurados do que os demais, o que explica como ouviu a pergunta de Steve Maxpower. Anões são naturalmente seres difíceis de aproximar, pois estão sempre de mal humor.
                Steve Maxpower – Não mesmo meu amigo, só estava me perguntando por que alguém com suas qualidades fica arrumando brigas em uma taverna?
                Morran – Ha! Aquele dragun sabe de alguma coisa e não quis me dizer, por isso não me serve.
                Steve Maxpower – E o que você quer saber? Talvez eu possa ajudar. A propósito, sou Steve Maxpower.
Morran – Não quero saber quem você é, e nunca poderia me ajudar com esse cabelo.
Morran e Steve Maxpower continuam a conversar por algum tempo na taverna e Steve fica sabendo que o anão também fora contratado por Thorp III para a missão, e vendo que o anão possui uma poderosa arma decide convidá-lo para partir nessa jornada juntos. Morran havia dito a Steve que aquele martelo não era um martelo comum e sim o poderoso e lendário martelo de Thor, Morram o encontrara em uma geleira próxima a Armindra e desde então teria deixado de ser apenas um anão aventureiro para ser um dos mais temidos anões. Saindo da taverna Maxpower ri e diz a Morran que nunca ouviu falar dele.
Ao caminhar em busca de informações sobre o pergaminho os aventureiros decidem que é melhor procurar também outros guerreiros contratados pelo rei e assim eliminar a concorrência ou juntar-se a eles para trazer esse pergaminho e negociar com o Thorp III e no caminho avistam um aglomerado de pessoas olhando para o teatro, o lugar geralmente atraía a atenção do público que por ali passava, muitas das vezes podiam-se ouvir os comentários dos expectadores sobre os atores em cena, mas o que chamou a atenção dos guerreiros é que o mais ouvido dessa vez era “Quem é ele?” ou “Não é do nosso castelo”. Então os dois tentaram ver o palco, mas em vão, quando então Morran com a “calma” de um anão exclamou:
                Morran – Saiam da frente seus humanos imprestáveis!
Logo um corredor de pessoas se abre dando acesso ao palco. Steve Maxpower olha para a criatura encurtada com certo receio nos olhos enquanto Morran coloca as mãos na cintura e afirma:
                Morran – Assim está melhor.
Os dois marcham lado a lado soberanos entre o povo percebendo o medo no olhar de cada ser ali presente. Quando chegam ao pé da escadaria olham para o palco e surpreendem-se com o motivo de tanta anarquia, no centro um bobo da corte aparece equilibrando-se com apenas uma mão ao chão. Perplexos, eles se perguntam o que atraía tanta atenção do povo em um bobo da corte no exato momento que também pelo corredor de pessoas uma voz feminina responde “Ele não é o bobo da corte do rei!”. Juntos os guerreiros viram-se e Morran dá um pulo para trás quando percebeu seus olhos na mesma direção do olhar e seu rosto a um palmo do rosto de um tigre. Steve Maxpower reparou que todas as pessoas ali presentes afastaram-se um pouco abrindo ainda mais o corredor e ouviu os burburinhos que diziam “é Skalla!”

domingo, junho 19, 2011

Café Filosófico Até Mais Ver - Post #02

Créditos da Imagem: Rindou

 Um sábio certa vez disse: "Você faz o seu próprio tempo!". Então, vamos tratar de arrumar algum aqui para o blog... Dadas estas circunstâncias vamos começar um post sobre música. Sobre estar tomando o nome do Café Filosófico de maneira tão egoísta, o que eu estou fazendo é testar a idéia que me foi proposta do M do Minutos de Cinismo, que é a de colocar um tema aqui, para que ele seja discutido aqui mesmo no blog seja por posts que remetem ao original, seja pelos comentários. Vejamos como eu me saio...

Dito isso, o tema de hoje é música, ou o pouco que eu entendo dela neste último quarto de século que eu completei lá no longinquo março... mais do que qualquer música com um significado aberto a diversas interpretações, lhes apresentarei o que eu chamo de minha Jinsei Playlist. Não sei se o termo é tão claro, mas seria algo como uma lista de músicas adquiridas ao longo de uma vida... 

Seria como coisas que você já escutou e que talvez possam definir o seu jeito de ser no ouvido de outras pessoas. O que distoa um pouco do Jinsei Fullcourse Menu do manga Toriko no qual eu me inspirei para cunhar o termo (No manga, seria como a sua refeição favorita restrita a pratos distintos desde a entrada, os aperitivos e prato principal, e cada elemento que a compõe ainda mede o seu potencial como pessoa!). 

Todos tem a sua música especial, seja ela secreta ou não, e hoje eu estou declarando ter escutado músicas o suficiente para mostrar para vocês uma lista. Puff... isso vindo de um cara que não sabia quem era a Legião Urbana até os 15 anos de idade... A seleção que vai ser colocada aqui tem mais haver com algumas músicas que me acompanharam nestes 25 anos de idade, do que com qualquer verdade sobre qualquer música que seja melhor que as outras... o que eu convido a todos que lerem este post a fazer o mesmo...

Músicas que te fazer rir, chorar, dançar, cantar, lembrar de alguém ou algo... músicas que descrevem o você que as pessoas veem e o que você gostaria que elas vessem. O que me faz pensar que eu posso estar divulgando algo sério agora... mas agora é ichika bachika (afundar ou nadar)... Sejam meus convidados:

Só lembrando que elas não seguem uma ordem de importância...

#13 - Takano Ai - Ore Ga Seigi Da! Juspion  (Tema de abertura de Kyousu Tokusou Jaspion)


De fato eu devo ser a pessoa menos indicada do planeta para escrever algo assim, dito o pouco que eu escuto música nacional e o quanto eu boio quando meus amigos discutem música (aliás essa idéia de uma Jinsei Playlist é roubada do Virgulino, esperem ansiosos pela lista dele!), mas esta aqui... é uma das primeiras músicas que me deu vontade de aprender quando eu puxo pela memória... e provavelmente uma das peimeiras memórias da minha infância é assistir os shows de heróis Tokusatsu da Manchete... eu tinha o LP que estragou de tanto que eu escutava (não era uma criança responsável) e eu podia fazer uma lista só com Tokusatsu daqui para frente mas visando ser mais criterioso escolho esta para representar todas elas.

#12 - Leandro&Leonardo - Pense em mim (...)


Hahaha... e pra explicar essa... eu sou o único fã de heróis japoneses em casa... e se eu parar para pensar essa dupla foi um fenomeno da época e tocava em tudo quanto era lugar... e de fato diga o que eu disser eu não consigo pensar na música deles como ruim... pode acrescentar um fator nostalgia alto aqui, não os escuto a tanto tempo... E verdade seja dita este comercial já me divertiu bastante...

#11 - Bill Halley and his comets - Rock around the Clock (!!!)


Eu tinha um LP, então não deve ser estranho dizer que eu estava vivo quando inventaram o cd... Mas tem haver com o primeiro toca cd que tivemos em casa, que um tio meu trouxe do Japão, cheio de cds de música japonesa com  ritmos estranhos e letras menos decifráveis quanto o possível o que me fez ignorar o aparelho exceto por um controle de efeitos especiais que vinha junto... até recebermos em cada uma coletânea de rock dos anos 50 e 60 como brinde por uma assinatura do globo rural...

Era tudo em inglês, era ininteligivel para mim mas o ritmo era (ainda é) algo incrível! E esta era a primeira música do cd e o resto é história...

#10 - Angélica - Dança dos Limões ()


Eu fui um fã da Angélica e talz (acredito que esta afirmação me custou caro na pré-escola)... não assisto mais televisão, então sei lá o que ela fazendo da vida artística dela mas quando mais novo assistia ao programa dela e acompanhava aquela novelinha que passava junto "Caça Talentos", eu acredito. Tanto que comprei o cd, para escutar o tema da Fada Bela (...acho que escrevi algo bem esquisito/constrangedor agora...) E ai que nesse mesmo cd tinha essa 'Dança dos limões' que eu escutei bastante na época e que não consigo cantar direito até hoje... sempre perdia a conta...


#09 - Shanya Twain - Man I feel like a woman ()


Essa aqui é mais sobre a minha gratidão as aulinhas de inglês (e seus deveres de casa de tradução)... Eu sou um sujeito que escolhe músicas pelo ritmo em vez da letra, e essa música me fez entender como isso pode custar caro. A lição que eu tirei disso foi como entender o idioma é fundamental para se apreciar boas músicas. Eu ainda escuto muita música que eu ignoro a letra mesmo assim...

#08 - Royal Crown Revue - Hey Pachuco (O Máskara)



Jim Carrey no que eu acredito, seja o seu melhor...  Aliás foi por esse filme que eu conheci o trabalho dele e em uma lista de filmes, este com certeza seria o primeiro. Algo mais haver com intuição do que pensamento e provavelmente é assim com a maioria das músicas que eu gosto. Várias músicas vibrantes para ouvir com certeza é algo que define meu estilo (Penso partilhar este aspecto com as cobras, mas isso já é outro assunto).



#07 - Timão[Pedro Lopes],Pumba[Mauro Ramos]&Simba[Bruno Miguel&Garcia Júnior] - Hakuna Matata (O Rei Leão)


Na versão em português é Hatuna Matata o que diz que eu não sou a único sujeito por ai com uma audição ruim. Se eu tentasse explicar o que Hakuna Matata significa é como o "mon mantai" (mondainai?) dos japoneses. Esquecer dos problemas viver sem reponsabilidades fazer tudo o que der na telha e como eu odeio ser adulto...

Por falar nisso alguém sabe quem são os intérpretes humanos da música? OK, achei... Hail Wikipedia

#07.5 - Clio [Kiara_Sasso], Calíope [Claudja], Melpomene [Marya_Bravo], Tália [Rosa Maria] & Terpsícora [Sabrina] - De zero a herói (Hércules)


Disney de novo... Músicas com vários interpretes simultâneas (corais?) são um outro mundo...

#06 - Gorillaz - Clint Eastwood ()


 E no meu mundo ideal existiriam bem mais bandas ficticias que causam impacto no mundo real... Se existe algo como um ritmo perfieto neste mundo, acredito que bandas assim possam alcança-lo... Mas a atração a parte são os videoclipes...

#06.3 - Hatsune Miku - The world is mine ()


Talvez você não pode definir como outro o conceito de Vocaloid. Ao usar lindas garotas virtuais para cantar por você quando você apesar de ter talento para compor não consegue cantar nada... quanto a música, sinceramente nunca pensei que garotas egoístas pudessem ser tão charmosas...

#05 - Capital Inicial - Rosas e Vinho Tinto ()


E aqui é da época que eu entrei para o ensino médio, parte da minha vida da qual me lembro muito pouco ou é o que todos os encontros da turma formada querem que eu acredite... porque eu me lembro deste disco que me fizeram para me introduzir ao conceito do que é música de verdade... o que eu não duvido que seja verdade por causa desta música... aliás foi nessa época que eu aprendi que Faroeste Caboclo não era forró e que Eduardo e Mônica não era cantada por um caubói bigodudo da Jovem Guarda...

#05.5 - Red Hot Chili Peppers - By the Way ()


Fazia parte do mesmo cd... é uma música muito boa e Red Hot Chili Peppers é banda sensacional, não preciso de muito mais que isso...

#04 - The Marcels - Blue Moon (O Beijo do Vampiro)


E entre um desenho e outro, com vários tokusatsus eu ainda assisti algumas novelas da globo... Pensando bem a Manchete já estava com uma respiração muito fraca na época... então ficou por isso mesmo... A história teve um final bem mais ou menos (boa parte das novelas terminou assim) mas o que fica é uma trilha sonora internacional deveras interessante e esta, a abertura é uma delas... o que faz você pensar que alguém pelo menos é um funcionário dedicado lá na globo, mas eu só estou pensando alto...

Numa nota pouco relacionada, "O Beijo do Vampiro", também é relacionada com uma das sketches do Chico Anísio dentre as quais eu mais ri na vida... sei lá de outros personagens, mas o Bento Carneiro é algo genial, pena que nunca mais vi nada dele por aí...

#03 - Janaína Bianchi - Tema de Pokémon (e sim o nome é esse mesmo...)


A abertura da Jornada Johto era mais bacana, mas como um verdadeiro poketard (ainda se usa esse termo?). Você tem de mencionar esta música... No final das contas era mais facil de cantar que o Pokerap mesmo (são 649 agora, não?)...

#02 - Suzumura Kenichi - With Broken wings (Insert song de Digimon Frontier)


E de pokemon para digimon... Sem querer fazer distinção entre as músicas, essa é mais sobre ter ouvido uma música foda durante o almoço e só poder ter tido acesso a ela completa depois do advento da internet... E quando eu a escutei de novo houve júbilo satisfação! Vocês já devem ter passado por algo parecido, de ouvir uma música e de as vezes não encontrar nada sobre ela (mesmo hoje em tempos de internet)

#01 - Hirano Aya - Cha La Head chala (Dragon Ball/Lucky Star)


A abertura de Dragon Ball Z na versão de Hironobu Kageyama, já é foda... tão foda que é boa até em português... e se você se diz fã de anime tem que curtir esta música ao menos um pouco. E então vem Lucky Star e despretensiosamnte uma garota mais otaku do que eu canta isso num karaoke sem afinação alguma, enquanto grita que música é algo que vem do fundo da sua alma... sério...

Mas se eu tivesse que resumir tudo isso em uma só música...

#00 - All Star - Smash Mouth  (Muitas obras diferentes)


Shrek, Heróis muito loucos, Rat Race, Inspetor Bugiganga e talvez mais um monte de filmes... Eu mesmo conheci por causa da versão ocidental dos filmes de digimon (aliás a trilha sonora é muito boa, recomendo). E de fato algo que eu me disporia a cantar em um karaoke se houvesse um com essa música. E surpreendam-se umadas poucas que eu recomendo por causa da letra! Talvez porque seja sobre se superar e não-desistir coisas as quais eu recorro bastante, mas verdade seja dita é por causa que estamoas aqui, que eu posso ficar as 4 da manhã no inverno escrevendo sobre música por causa de uma idéia originada de um capricho...

Tem muitas outras músicas, muitas delas simplesmente pipocaram na minha memória enquanto eu redigia estas linhas (Bom mas eu lembrei depois então...), mais músicas que eu nem sei o nome, ou se realmente existem. Bom,  tão logo eu junte 314 delas faço um novo post... Enfim esta é o que podemos chamar de trilha sonora da minha vida... Se os demais membros do blog estiverem dispostos, aguardem por listas bem melhores do que esta...

até mais ver
mr.poneis

Ps.: Há tempos que eu queria fazer um post pessoal, sempre quis fazer um top 10, semanas de temas semanais acumulados... realizei várias metas hoje!

Ps2.: Bonus Track (Pena que nunca virou oficial)

Ps3.: Mais tarde figuras e as trilhas para vocês conferirem um pouco de como é ser eu...

Ps4.: Finalmente tudo adicionado...

Ps5.: Editado (JUL-03-2014): Corrigidos mais alguns erros de digitação... Nossa como 3 anos fazem diferença para uma Jinsei Playlist... 

quarta-feira, junho 15, 2011

Duas horas de Faroeste Caboclo

A priori, um video que correu o mundo todo, mas que eu só fiquei conhecendo ontem, por questões não relacionadas...



Algo como Eduardo & Mônica nos tempos do celular... do pouco que eu conheço de Legião Urbana, sempre achei as músicas bem auto-ilustrativas, mas esta campanha da Vivo ficou mesmo muito boa! Do canal do acrneto no youtube

Num extra o canal do renatosiqueira tem uma campnha produzida em moldes similares uns tempos atrás. Eduardo e mônica - campanha da ATL

e dito isso, um tópico relacionado ao título para variar...

De fato, Faroeste Caboclo vai virar filme! O Presuntinho é mesmo visionário não?

Mais detalhes aqui:
Folha antecipa cenas e personagens de 'Faroeste Caboclo'

até mais ver
mr.poneis

Bingo, Víspora & Tombola



Exibido durante a aula de administração hoje em um seminário sobre meritocracia...

Do Canal de Daniel Fraga no Youtube.

Link do texto que ele mencionou no início do vídeo:

A luta pelos direitos no Brasil: entre a teoria e a prática de Camilo Gomes Jr. para o Bule Voador

Definitivamente a grande questão no que diz respeito a meritocracia é o quanto a questão do mérito é deixada em aberto... Afinal, o que elegeu o nosso último presidente não foi um conhecimento esmerado tido como superior, mas sim a sagacidade ao empregar o pouco que ele sabia... ou seja não é o quanto você sabe, é como você usa o que sabe... Isso também é mériot, não?  

Até mais ver
mr.poneis

ps.: Mais sobre Daniel Fraga: Politicanoticias.blogspot.com

segunda-feira, junho 06, 2011

Natsumatsuri

Personagens da Ficção que fazem aniversário no mesmo dia que você - Parte 6: Junho

Jun/09: Rokudou Mukuro (CIm: Kurot)
Jun/01 Akashi Yuuna (Negima!); Mano Youko (Mamono Hunter Yohko); Urashima Haruka (Love Hina); Yoshida Chizuru (Kimi ni Todoke); Zangief (Street Fighter)
Jun/02 Rob Lucci (One Piece); Sarutobi Ayame (Gintama);
Jun/03 Hinamori Momo (Bleach)
Jun/04 Mutou Yugi (Yu-Gi-Oh!)
Jun/05 Eclair (Kiddy Grade)
Jun/06 Benimaru Nikaido (TKoF); Hisoka (Hunter x Hunter); Ikari Shinji (Evangelion); Kanda Yuu (D. Gray-Man); Shiki (Samurai Spirits)
Jun/07 Mikami Teru (Death Note); Sendou Erika (Fortune Arterial)
Jun/08 Mitsurugi Heishiro (Soul Calibur); Moegi (Naruto); Trish Una (Jojo´s Bizarre Adventure)
Jun/09 Ling Xiaoyu (Tekken 3); Rokudou Mukuro (Reborn); Shiina Sakurako (Mahou Sensei Negima!); Uchiha Itachi (Naruto)
Jun/10 Suomi Kyoko/Suomi Ui (Time Stranger Kyoko)

Jun/09: Shiina Sakurako (CIm: Mikami Komata)
Jun/11 Kurenai Yuuhi (Naruto); Sunohara Mei (Clannad)
Jun/12 Amakusa Shino (Seitokai no Yakuindomo); Noumi “Kud” Kudryavka (Little Busters!)
Jun/13 Hasegawa "MADAO" Taizou (Gintama); Hypnos & Thanatos (Saint Seiya; Tanaka Keiko (Amagami SS)
Jun/14 Tachibana Eriko (Mama wa Shougaku Yonensei)
Jun/15 Hayabusa Ryu (Ninja Gaiden); Otawara Makoto (Eyeshield 21); Sylvia van Hossen (Princess Lover)
Jun/16 Sagitta Ptolemy (Saint Seiya)
Jun/17 Kijima Saki (Hayate no Gotoku); Golem Rock (Saint Seiya); Tamamura Tamao (ManKin)
Jun/18 Ana Coppola (Strawberry Marshmallow); Musashi (Gintama)
Jun/19 Kida Masaomi (DRRR); Misty Cornwell (Vandread)
Jun/20 Himura “Battousai” Kenshin (Rurouni Kenshin); Karin (Naruto); Road Kamelot (D.Gray-man)

Jun/20: Road Kamelot (CIm: ???)
Jun/21 Sakurai Yukino & Sakurai Kanade (Candy Boy); Segawa Kotetsu & Segawa Izumi (Hayate no Gotoku!); Matsuyama Hikaru (Captain Tsubasa)
Jun/22 Pantera (Reborn); Tachibana Miya (Amagami SS)
Jun/23 Denbo-chan (Bobobo bobo bobo); Ienaga Kana (Nurarihyon no Mago)
Jun/24 Rock Howard (Garou: Mark of the Wolves); Yokoshima Tadao (Ghost Sweeper Mikami); Cancer Deathmask (Saint Seiya)
Jun/25 Megpoid/Gumi (Vocaloid); Takanashi Nao (Ochinko)
Jun/26 Elf Miles (Saint Seiya); Kagura Chizuru (TKoF); Spike Spiegel (Cowboy Bebop)
Jun/27 Alexei (Saint Seiya); Asou Hiroyoshi (School Rumble); Kaneko Ayano (Princess Lover)
Jun/28 Dobby (Harry Potter); Shindou Kei (Inukami!)
Jun/29 Eliza Faust (ManKin); Four Murasame (Gundam ZZ)
Jun/30 Tsukino Chibiusa (Sailor Moon); Tsukino Usagi/Sailor Moon (Sailor Moon)

Até mais ver
mr.poneis

ps.: Post terminado em 10 de dezembro de 2011, postado em data diferente devido ao gosto excêntrico do autor...

ps2.: Fontes: My Anime List; Sumire-chan; Teste314

Ps3.: Posts Relacionados:
1月
Janeiro
Fevereiro 3月
Março
4月
Abril
5月
Maio
6月
Junho
7月
Julho
 8月
Agosto
9月
Setembro
10月
Outubro
11月
Novembro
12月
Dezembro