Até mais ver: "Assim falou Zaratustra: Deus está morto!" — Nietzsche. "Nietzsche está morto e Zaratustra Calado!" — Deus

sábado, dezembro 15, 2007

"Assim falou Zaratustra: Deus está morto!" — Nietzsche. "Nietzsche está morto e Zaratustra Calado!" — Deus


Antes de mais nada, o sujeito que vos escreve não entende lá muita coisa de F.W. Nietzsche, então não tenha muitas expectativas. Pratique leitura em salas bem iluminadas e com boa circulação de ar.

Quando Nietzsche Chorou — Irwin D Yalom


Esta é uma envolvente mescla de fato e ficção, um drama de amor, fé e vontade tendo por pano de fundo o fermento intelectual da Viena do século XIX às vésperas do nascimento da psicanálise. Friedrich Nietzsche, o maior filósofo da Europa... Josef Breuer, um dos pais da psicanálise... um pacto secreto... um jovem médico interno de hospital chamado Sigmund Freud: esses elementos se combinam para criar a saga inesquecível de um relacionamento imaginário entre um extraordinário paciente e um terapeuta talentoso.

Na abertura deste romance irresistível, a intangível Lou Salomé roga a Breuer que ajude a tratar o desespero suicida de Nietzsche mediante sua experimental terapia através da conversa. Ao aceitar relutante a tarefa, o eminente médico realiza uma grande descoberta: somente encarando seus próprios demônios internos poderá começar a ajudar seu paciente. Assim, dois homens brilhantes e enigmáticos mergulham nas profundezas de suas próprias obsessões românticas e descobrem o poder redentor da amizade.

Algo impressionante, é o tempo gasto para se terminar este livro. Até mesmo eu que estava atravessando um período de letargia grave (leia preguiça e má vontade), fui capaz de terminá-lo em uma semana! Uma história gostosa e bem escrita, onde (talvez seja só eu), a única dificuldade fica por conta das passagens com conversa médica, e de alguns termos em alemão (nada que a wikipedia não resolva)

Mas o maior trunfo do livro fica por conta de sua ousada proposta. Um desenvolvimento brilhante das situações e personagens. Algo que todos os bons romances possuem, mas aqui com uma inovação magistral: As personagens existiram de fato e no caso dos protagonistas (Breuer e Nietzsche) estes jamais se encontraram de verdade. Tudo o que se dá a partir daí fica por conta da imaginação do autor, uma trama tão bem armada, que fica difícil de dizer o que é verdade ou ficção antes de se ter lido as notas do autor no final do livro.

Outra coisa são as críticas. Para compor esta resenha eu fui conferir algumas e realmente não há uma que diga um "a" contra o livro.

Em uma palavra: Único.

Até mais ver
Mr. Poneis
  • Facebook
  • Disqus
  • 5Blogger
comments powered by Disqus

5 Verdades

Palilo disse... [responder]

Meus queridos,

Você descreveu muito bem o livro POneis, realmente é uma história fantástica onde, como você mesmo citou, há uma ótima "sopa de fatos e ficção".

Como o sr. descreveu: "...o eminente médico realiza uma grande descoberta: somente encarando seus próprios demônios internos poderá começar a ajudar seu paciente..."

Será que, após essa parte, Beuer realmente queria ajudar Fried ou descobriu que ele era quem precisava de ajuda e entregou-se ao tratamento ditado por Fried?
Até mais ver
Palilo

"Alguns não conseguem afrouxar suas próprias cadeias e, não obstante, conseguem libertar seus amigos.
Você tem que estar preparado para se queimar em sua própria chama:
como se renovar sem primeiro se tornar cinzas?
- Assim falou Zaratustra"

mr.Poneis disse... [responder]

Ignore este comment se vc não leu o livro...

Finalmente eu entendi a pergunta!
*spoiler*
Olha o que eu entendi é que no final não houve nenhum tratamento milagroso, nem por parte do dr. Breuer, muito menos por parte do prof. Nietzsche.
Tudo o que foi representado ali foi um enorme desabafo por parte dos dois sobre suas frustrações perante a vida (coisa que segundo o próprio Nietzsche no início do livro, um padre de confiança poderia providenciar)
*fim do spoiler*

"Se esconder uma gota d´água, enconda-a no mar. Se for esconder uma folha, enconda-a numa floresta."

Até mais ver
三留

mr.Poneis disse... [responder]

Só mais uma coisa...

mestre Palilo, estaria interessado em uma experiência?

Caso aceite
Hinata Sou/Movies

Procure por Toki wo Kakeru Shoujo (A Garota que viaja no Tempo)

Assista e poste uma resenha aqui

Até mais ver
三留

ps.: Extendo a proposta ao Mestre Virgulino

Palilo disse... [responder]

spoliler
Realmente um desabafo das duas partes, nada milagroso, no entanto não seria o desabafo um tratamento através da conversa conforme citadono livro?
fim do spoliler (mesmo sem saber o que é isso)

Pode ter certeza que tenho interesse nessa experiência, no momento que estiver com uma net de qualidade faço-a e coloco neste blog o que achei da mesma, só espero não ficar com algum trauma ou afins.

Atpe mais ver
Palilo

Palilo disse... [responder]

Curiosidade:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/publifolha/ult10037u352101.shtml